Igreja de N. Srª da Visitação

Odeleite
8950-330 , Odeleite , Odeleite
http://cm-castromarim.pt/site/

Esta igreja faz parte integrante da paisagem da aldeia de Odeleite e que desde 1534 faz parte dos livros de história e do concelho de Castro Marim. Este lugar era então denominado Lugar de Deleite, o¬nde se situava uma encosta que olhava de frente para a Igreja de Nossa Senhora da Visitação.

Esta igreja foi visitada por duas Visitações, a de 1534 e a de 1565, que a descreveram na sua forma inicial.

Dizem estas que este templo terá sido construído após a Visitação anterior de 1518, daí deriva a sua tipologia interna de Igreja Mendicante, ou seja, referente ao período gótico. A Visitação de 1534 refere que o teto da igreja estava forrado a madeira de castanho com canas e o campanário existia sobre o portal principal, e era de vão único. 

A Visitação de 1565 diz-nos que esta igreja estava "arredada" da aldeia, e descrevem-na da seguinte maneira: referem que o teto da dita igreja estava "madeirado de tesoura e forrado de cana"; em cima do arco triunfal existia um crucifixo de vulto; a pia batismal era à esquerda, junto à entrada, e estava cercada de grades, encontrando-se, nesta altura, os fregueses da dita freguesia, em obras, para a colocarem dentro da aldeia de Deleite.

Hoje aparece-nos da seguinte maneira:

A fachada principal a W é composta por portal de verga reta em alvenaria de pedra, com pilastra lateral encimado por pequena cornija rematada lateralmente por dois pináculos retangulares incisos; sob janela retangular com moldura pintada a branco rematada por cornija; cobertura em empena e cruz de Cristo no topo, ladeada por campanário elevado de dois vãos com cornija, sob dois pináculos laterais e vão elevado ao centro com sino.

Fachada lateral S. com volume saliente composto por quatro janelas e porta ao centro com acesso por rampa, com cobertura sob cornija e telhado de uma água.

Fachada lateral N. cega com volume saliente correspondendo ao baptistério com cobertura em telhado de três águas.

Interior: igreja mendicante de planta longitudinal de três naves subdivididas por três arcos formeiros com colunas cilíndricas de capitel simples; cobertura em abobada para a nave central e uma água para as laterais. Naves laterais compostas por dois retábulos colaterais (2ª metade do século XVIII) sob cúpula, e dois retábulos laterais da mesma altura, em madeira polícroma e talha dourada sobre frontão de altar em sarcófago Arco triunfal de volta perfeita em alvenaria de pedra com pedra de fecho.

Capela-mor rectangular com acesso por degrau único e cobertura em abobada de lunetas, composta por: mesa de altar em talha; porta para sacristia à direita; três cadeirões em talha dourada sobre degrau; retábulo-mor de três panos sob frontão de altar em sarcófago, encimado por sacrário e camarim central elevado em abobada encimado por cornija, ladeado por colunas grupadas e caneladas, rematadas por friso e cornija; rematado em arco pleno com florão central com pomba branca ladeado por duas esculturas em alto relevo.

Sacristia a sul composta por arcaz à esquerda e cadeiral de madeira à direita, e fontanário.

outros pontos de interesse
Património Edificado